Login para sua conta

Usuário *
Senha *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com asterístico (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Repetir senha *
E-mail *
Repetir e-mail *
Captcha *
Reload Captcha

Operação em 4 estados prende criminosos que roubaram avião no Amapá para transportar drogas Destaque

Mais de 30 mandados, sendo 9 de prisão, foram cumpridos nesta sexta-feira (3) numa ação conjunta da Polícia Civil em quatro estados: Mato Grosso do SulParáMato Grosso e Amapá. As ordens foram referentes à operação Estol que busca coibir organização criminosa investigada por roubar um avião monomotor em março deste ano para usá-lo no transporte de grandes quantidades de drogas.

A aeronave modelo Skylane 182 RG, de pequeno porte, estava com três passageiros quando foi sequestrada no dia 27 de março em Laranjal do Jari, no extremo sul do Amapá.

O avião partiu da cidade com destino a um garimpo no Pará e foi encontrado no dia seguinte em Sinop, em Mato Grosso.

Após meses de investigações, coordenadas no Amapá pela Divisão de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), foi identificado que a ordem para o roubo partiu de narcotraficantes que enviavam drogas da Bolívia para o estado através de aeronaves de pequeno porte.

O avião foi roubado após outra aeronave da organização ser apreendida com entorpecentes no Paraguai. O objetivo era manter o contingente e o fluxo de drogas enviadas.

Dos nove mandados de prisão, seis foram cumpridos, sendo três deles no sistema prisional do Amapá, um em Laranjal do Jari (AP), um em Campo Grande (MS) e o outro em Ponta Porã, também no Mato Grosso, que capturou o líder da organização criminosa.

"Esses narcotraficantes possuem como líder um indivíduo da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde foram cumpridos alguns desses mandados. O líder desse grupo estava na cidade de Ponta Porã numa chácara luxuosa. Esse indivíduo foi preso", detalhou o delegado Estefano Santos, da Draco no Amapá.

Os três foragidos seguem sendo procurados. Nos 23 mandados de busca e apreensão foram recolhidos veículos, dinheiro, documentos e aparelhos eletrônicos. Os investigados também tiveram as contas bloqueadas.

 
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner direita 1

Tweets Recentes

@GoldSeagar Mr. Werner Rydl?😁
Peixe boi evoluído e já saindo da água. https://t.co/Rlxgs7VkKU
Auditoria nas contas da Seguradora Líder, responsável pela gestão do seguro DPVAT, questionou uma série de procedim… https://t.co/CUEoWfoDZ6
Follow Juliano Cunha on Twitter